16 de set de 2012

Bang, bang, little bad guy!

Parabéns, caubói. Você acertou em cheio o alvo. Com uma rapidez tão impressionante, nem me deu tempo de revidar. Você me pôs aqui, no chão. Mas só porque eu sangro não quer dizer que morrerei. Eu conheço as terras desse Oeste muito melhor que um forasteiro como você. E te digo, baby: ainda levarei mutos tiros como esse. Sangro, claro que sim. Todos sangramos, não? Mas se você acha que isso é suficiente pra me derrubar, garoto, melhor pensar de novo. No final, isso tudo vai ser apenas mais uma cicatriz da vida. E atire, vai! Atira. De novo, de novo, e de novo. Eu levantarei todas as vezes. Levantarei enquanto eu conseguir. E você, caubói, terá sua recompensa. Eu nem precisarei sujar minhas mãos. Porque nem todos nesse Oeste são como eu. Alguns atiram pelas costas.