23 de set de 2014

O barquinho.


Contra a tormenta misteriosa
Lá vai o barquinho
Desbrava mares
Dobra ventos e caminha
Do nada ao infinito

Ó, ser divino que nos observa
Diante da TV, de sua poltrona divina
Por que nos deixa nestes mares nunca antes navegados
Remando contra a maré
No barquinho da vida?